Posts

Sexualidade Infantil

sexualidade

“A gente tá de mãos dadas, passeando com o cachorro. Eu e o Luís.” Aluna de 4 anos

Apreciar a textura de um sorvete, relaxar numa massagem, desfrutar o beijo da pessoa amada: tudo o que se relaciona ao prazer com o corpo está ligado à sexualidade, e é demonstrado de várias formas. O fato é que esse campo do desenvolvimento humano pode ser entendido num sentido mais amplo e deve incluir a conscientização sobre o próprio corpo e a forma de se relacionar amorosamente.

De modo geral, é possível falar em três “frentes de descobrimento”, que ocorrem paralelamente: a da dinâmica das relações afetivas, a do prazer com o corpo e a da identificação com o gênero.

Tudo se inicia com a primeira percepção de prazer: o ato de mamar, uma ação que dá alívio ao desconforto da fome e que intensifica o vínculo afetivo, baseado na sensação de cuidado e acolhimento. “A ligação entre mãe e bebê é um embrião relacional que, mais adiante, será desafiado com a percepção de que a figura materna desvia sua atenção para outras pessoas, como o pai ou um irmão”, explica Ada Morgenstern, psicanalista e professora do Instituto Sedes Sapientiae, em SP.

Ao constatar que não é o centro das atenções, a criança sente certo abalo em seu “reinado”, mas também percebe que a sensação boa de se relacionar pode ser estendida para além da figura da mãe. Inicialmente, ela se volta para outros membros do contexto familiar e, em seguida, depois do primeiro ano de vida, para fora dele. Essas relações dão uma referência à criança sobre sua própria identidade.

Um dos pioneiros a estudar a exploração do prazer corporal foi Sigmund Freud (1856-1939), criador da psicanálise, que chocou a sociedade de sua época ao falar da sexualidade infantil – rompendo com a imagem da criança inocente, assexuada. Ele mapeou o desenvolvimento nesse campo em diferentes fases, cada uma valorizando o prazer em uma região do corpo.

A primeira delas é a fase oral, que se estende até os 2 anos, na qual os pequenos concentram na boca a maior parte das sensações de prazer. Em seguida, passa-se à fase anal (em torno dos 3 e 4 anos), quando a criança ganha controle sobre os esfíncteres e passa pelo processo de largar as fraldas. Nesse momento, se sente bem em eliminar ou reter urina e fezes, fazendo do ânus uma região de prazer.  Depois os pequenos descobrem o prazer genital e investem nessa exploração do próprio órgão sexual. Esse período pode ocorrer a partir dos 3 anos e se estender até 5/6 anos. Depois dele, instaura-se um período de latência, em que as questões da sexualidade ficam secundárias nas inquietações infantis (até a puberdade). A separação por fases tem a intenção de facilitar a compreensão sobre o amadurecimento da sexualidade e não pode ser entendida como algo estanque, que ocorre linearmente.

Nesta fase as crianças podem começar a perguntar sobre sexualidade, sobre a concepção dos bebês, etc. É importante responder com segurança, e se limitar ao foco questionado, sem maiores explicações.

A partir dos seis anos, depois de conhecerem as diferenças entre os sexos, a curiosidade aumenta, os desafios entre os colegas da idade também, e podem surgir brincadeiras de cunho sexual.

***Continuem por dentro deste tema sexualidade. No próximo Post daremos continuidade ao assunto, dando um foco maior nas brincadeiras sexuais e a masturbação infantil. Fiquem ligados! 

Texto escrito por Gabriela Camarotti

Fontes:

Zavaroni, D. M. L.; Viana T. C.; Celes L. A. M. (2007). Estudos de psicologia. A constituição do infantil na obra de Freud

Informações do Instituto Sedes Sapientiae

Revista Nova Escola – Edição de Dezembro/2014

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s