Posts

ALGUMAS DICAS PARA RETIRAR O HÁBITO DA CHUPETA, DEDO E MAMADEIRA.

chupeta_acrima20101028_0048_13_min_dbee-1080534

Tirar o hábito da chupeta e da mamadeira do seu filho – que foi um dia algo tão útil e acalentador – pode ser encarado como uma batalha sofrida para você e para ele. Mas não precisa ser assim, veja algumas dicas do setor de Fonoaudiologia da Vila Aprendiz.

Quando está dentro da barriga, o feto desenvolve a habilidade de sugar através da sucção digital (nome dado ao ato de sugar os dedos). A atividade é uma espécie de exercício que prepara os ossos e músculos para a fase da amamentação. Após o nascimento, o bebê destina esta  habilidade ao peito da mãe e segue levando mãos, pés e dedos à boca. A sucção digital, a mamadeira e a chupeta são hábitos da mesma natureza que, apesar de comuns, pedem atenção dos pais, pois podem causar, a longo prazo, alterações no crescimento ósseo do maxilar e da mandíbula, oclusão óssea e dentária, flacidez de músculos dos lábios e da língua, problemas na fala, entre outros malefícios. O ideal é que os hábitos sejam removidos até os 2 anos e, quanto mais tarde, fica mais difícil a remoção. Mas segundo os dentistas, se o hábito for removido até os 3 ou 4 anos, eventuais problemas ortodônticos podem ser revertidos. É necessário preparar a criança. Um tempo bom para a retirada completa do hábito costuma ser de duas a quatro semanas. O processo – que não precisa ser imediato e muito menos radical – deve ser conduzido com carinho, compreensão e muita conversa, como mostra as orientações a seguir.

CHUPETA

– Explique que a chupeta atrapalha os dentes, que somente bebê que não tem dente “pode” usar.

– Reforce a idéia de que crianças mais velhas não usam chupeta pois elas adoram se sentir mais crescidas.

– Toda vez que conversar com a criança, peça para ela tirar a chupeta. Caso ela fale com a chupeta na boca, ignore e insista para que ela retire para conversar.

– Fale que a boca foi feita para comer e para falar. Ela não pode ficar aberta porque é a casa dos dentes e da língua!

– Reduza o número de chupeta para uma única e limite o uso diário da mesma.

– Fure o bico e diga que agora as chupetas vêm assim.

– Para crianças que usam chupeta apenas para dormir: monte uma cama com uma caixa de sapato para a chupeta e peça para a criança colocá-la para dormir.

– Incentive a criança a dar todas as chupetas para alguém, nem que seja o Papai Noel ou o coelhinho da Páscoa. E, depois que ela der, faça de tudo para não voltar atrás. Se não houver nenhuma data apropriada próxima, você pode inventar a “fada da chupeta”, que deixa um presentinho em troca.

 

MAMADEIRA

– Explique o porquê da retirada do hábito. Com cuidado e respeitando a idade, diga que a borracha faz mal para os dentes, para o crescimento da língua e que nela existem bichinhos transparentes que fazem mal até para o intestino dela.

– Mostre a foto de uma criança que toma mamadeira e tem dentes tortos. Depois, mostre a de um personagem que ela goste com os dentes bonitos, incentivando a deixar o hábito;

– Reduza o número de mamadeiras para uma única, e isso incluem as que estejam em casas de parentes. E avise que quando furar, rasgar, não haverá outra.

– NUNCA aumente o furo do bico da mamadeira, independente do tipo.

– Compre um copo bem legal para a criança, deixe-a escolher;

– Ofereça um leite mais gostoso no copo do que na mamadeira, mesmo que a criança peça outro, repita o processo.

– Use a criatividade, uma sugestão divertida: peça para a criança colocar a mamadeira na árvore de natal, para o papai Noel levar para o Pólo norte.

DEDO


– O dedo é o mais difícil. Se for bebê, tente trocar pela chupeta, porque depois é mais fácil retirar!

– Pesquisas realizadas com grupo de remoção de hábitos indicam que o dedo dependerá da vontade da criança e do seu amadurecimento.

– Alguns profissionais da ortodontia sugerem a colocação de um aparelho de grade, mas as crianças sugam o dedo mesmo com o aparelho.

– Quando a criança estiver com o dedo na boca, atraia sua atenção para atividades que ocupem as mãozinhas. Peça a ajuda de todos para monitorar a criança, pedindo para  ela retirar o dedo da boca sempre !

Sabemos que essas pequenas transições soam aos pais como uma perda. Sinais de que seu filho vai se entregando ao mundo, ou seja, que vai tornando “menos seu”. Racionalmente pode não fazer sentido, mas, emocionalmente, aceitar o crescimento da criança é a primeira batalha a se vencer. De fato, a chupeta está bastante associada à fragilidade do bebê, representa a necessidade dos cuidados dos pais. Enquanto a mamadeira tem o mesmo simbolismo do peito, no sentido de dar conforto e segurança. Tirar esses hábitos não devem ser encarados como perda, pois não tem nada de prejuízo. É, sim, um benefício à criança. E, na verdade, a vida toda vai ser assim, com os pais mostrando ao filho o que ele ganha ao crescer. E nada de ficar com pena! Por que na hora de trocar a fralda pela cueca/calcinha é bacana e trocar a mamadeira pelo copinho não? É o mesmo tipo de desenvolvimento. E lembre-se tanto a chupeta quanto a mamadeira devem ser tiradas aos poucos. Boa Sorte!

## Texto adaptado por Emanuela Sales Almeida, CRFa. 6640/PE,  Fonoaudióloga Clínica e Escolar, Especialista em Voz e Motricidade Orofacial.

Referências:

 Revista Crescer  –  Outubro/2013.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s